Colheita Especial da Kopke: comemoração dos 375 anos

Kopke 375 anosQuem? A Kopke. O quê? Lançou um Colheita Especial de 1940. Quando? A 16 de Outubro. Porquê? Para comemorar os seus 375 anos. Como? Através de um evento no Solar do Vinho do Porto, em Lisboa.

Neste ano em que comemoram os 375 anos de existência, a Kopke decidiu lançar esta Colheita Especial de 1940 (o ano em que ambas as Associações Comerciais do Porto e Lisboa a consideraram a mais antiga casa de Vinho do Porto).

Encontro com o Vinho e Sabores - Bairrada 2013

Encontro com o Vinho e Sabores - Bairrada 2013

Começando pela declaração de interesses:
  • A Ema é de Anadia;
  • A minha barba ruiva descende ali dos lados de Cantanhede;
  • Se o Ricardo não gostasse da Bairrada nem tinha ordem de ir lá a casa.
Dito isto, não será fácil de adivinhar que ficámos, desde o primeiro dia, contentes por saber que se ia realizar um Encontro com o Vinho e Sabores na Bairrada. Já há vários anos que sonhávamos com um evento dedicado só à Bairrada.
 
O evento teve lugar no Velódromo Nacional de Sangalhos, também chamado de Centro de Alto Rendimento (gosto tanto deste nome para um evento de vinhos) e, segundo dados da organização, recebeu cerca de 4500 visitantes.
Como um dos produtores nos chegou a confidenciar, há uns meses atrás era quase impossível imaginar 33 produtores de vinho bairradinos juntos num evento dedicado à região. Infelizmente, em Portugal o slogan "A união faz a força" poucas vezes se aplica e na Bairrada em particular ainda menos. Esperemos que este seja o primeiro de muitos passos em frente para meter a região onde merece.
 

Esporão Quarentão

Esporão 40 anos
Numa altura em que o vinho alentejano é maioritário em tudo o que é prateleira, até mesmo no norte do país, por vezes esquecemo-nos que nem sempre foi assim.
No meu caso não é bem esquecer, porque já sou do tempo do domínio alentejano. Afinal sou um jovem, estão a ver?
 
Se há produtores a quem se pode atribuir responsabilidade por esta mudança, um deles é o Esporão, que surgiu há 40 anos atrás pela mão de José Roquette e Joaquim Bandeira, que quase nem aqueceram o lugar pois em 1974 a propriedade foi nacionalizada. A produção de vinho só veio a surgir em 1985, um ano após a herdade ter regressado às mãos dos mesmos.

Quinta da Falorca Branco 2011

Quinta da Falorca Branco 2011Nome: Quinta da Falorca
Tipo: Branco
Colheita: 2011
Região: Dão
Castas: Encruzado e Malvasia Fina
Graduação: 14%
Produtor: QVE
Preço: €5-10

Eu não parei as minhas incursões pelos Brancos, ainda que tenham deixado de aparecer aqui os registos correspondentes. Já se sabe que a Quinta da Falorca tem enormes referências nos tintos, mas sendo uma das referências do Dão, e sendo eu um fã dos Encruzados...

Rei dos Leitões

Rei dos LeitõesA Bairrada é conhecida pelo leitão, pelo que não é de estranhar que tudo o que seja restaurante ostente a palavra do dito animal no nome. O grande problema é que, no meio de dezenas e dezenas de restaurantes, se houver uma dúzia que se aproveite é uma sorte.

Leitão ainda vá, mas encontrar algum que tenha outros pratos decentes começa-se a tornar numa missão hercúlea. Se a isso juntarmos um serviço minimamente competente, o grau de dificuldade assemelha-se a encontrar uma agulha num palheiro. E nem vale a pena falar em cartas e serviço de vinhos, pois não?

Páginas