#daowinelover TN Day

#daowinelover TN DayNo rescaldo do fim-de-semana, em que estes senhores do #daowinelover nos proporcionaram mais uma grande jornada vínica, a "Master Class@Quinta de Cabriz", venho aqui recuperar outro evento organizado por eles: o TN (Touriga Nacional) Day.

Primeiro, porque já foi há mais tempo e só agora cheguei a ele na lista de eventos por escrever.
Segundo, porque esta semana já começaram a chover posts nos outros blogs sobre o evento deste fim-de-semana e é fixe ser do contra.

Depois do #daowinelover meeting na Casa da Passarela, onde tudo começou, nenhum de nós tinha voltado a ir a um evento organizado pela dupla Rui e Miguel. Conseguiam sempre acertar nas datas em que eu não podia. Tendo em conta que o Rui costumava falar sempre comigo quando estava a decidir as datas e escolheu sempre quando eu não podia, deve querer dizer alguma coisa...

Buçaco Branco Reservado 2001

Buçaco Branco Reservado 2001Nome: Buçaco Reservado
Tipo: Branco
Colheita: 2001
Região: Vinho de Mesa (Dão e Bairrada)
Castas: Encruzado, Maria Gomes e Bical
Graduação: 13%
Produtor: Alexandre Almeida Hotels
Preço: 30-50€
 
Falar num vinho destes é sempre complicado. Quando se bebe um Buçaco não se está a beber vinho, está-se a beber história. A história de um homem, Alexandre de Almeida, que trouxe para cá a ideia de ter uma adega associada a uma hotelaria de luxo. A história de um palácio que, ao longo da sua existência, acolheu reis, raínhas, presidentes e outros ilustres. A história da "mistura" entre vinhos da Bairrada e do Dão, em que a Serra do Buçaco está ali no meio a fazer a união.

Apresentação da Colecção de Cromos dos Notáveis Jogadores do Benfica

Apresentação dos cromos “Colecção dos Notáveis dos Jogadores de Futebol”Foi há cerca de 7 anos que eu e a Ema, em conjunto com o Ricardo, decidimos que estavam reunidas as condições para fazer este tasco ver a luz do dia. Apesar das nossas diferenças, tanto no gosto como na forma de ver o vinho (e de andarmos quase à chapada por causa das fotos :P), penso que o balanço foi positivo. No entanto, compreendo que após este post o Ricardo possa querer abandonar o barco. Se já cá vem pouco, ver esta foto gloriosa em destaque na primeira página poderá ser demais para ele.

Mas passando ao que me levou à Catedral da Cerveja, no Estádio da Luz, naquela tarde de Novembro.O enólogo Paulo Laureano, em conjunto com o Sport Lisboa e Benfica, lançou o vinho Premium Escolha Tinto 2010 para homenagiar alguns dos notáveis jogadores da história do clube. A ideia é recuperar a ideia das colecções de cromos.

Larmandier-Bernier Extra-Brut Tradition Premier Cru

20140114_004017Nome: Larmandier-Bernier Extra-Brut Tradition Premier Cru
Tipo: Espumante
Colheita: -
Região: Champagne, França
Castas: Chardonnay e Pinot Noir
Graduação: 13.5%
Produtor: Larmandier-Bernier
Preço: 30-50€

Este Champanhe foi um dos eleitos para a noite de passagem de ano. Mas calma, que não foi ao soar das 12 badaladas com as passas, nem foi chocalhado até ir metade fora em espuma. Como não sou muito de tradições, nem houve espumante à meia-noite.
Este foi o primeiro vinho a ser aberto numa noite de 31 de Dezembro bastante pacata, mas bem regada. Nem às 21h chegou, quanto mais à meia-noite.

Prova e partilha - Bacalhau da Islândia

Prova e Partilha - Bacalhau da IslandiaO bacalhau, para nós portugueses, é um peixe que dispensa apresentações. Há séculos nas nossas mesas, temos até mais de 1000 maneiras de cozinhar o bicho. Devido a uma forte campanha há uns anos, ficou enraizada a ideia de que o "bacalhau é da Noruega". Na verdade a maior parte vem de lá, pois é o maior exportador de bacalhau do Mundo, mas a Rússia e a Islândia também são players importantes.

E para começar o ano, é do bacalhau islandês que venho aqui hoje falar. No passado mês de Novembro, passou pela Gare do Oriente, em Lisboa, a Eldhús Hús (casa de pesca tipicamente islandesa) com o lema "Prova e partilha" para promover o bacalhau da Islândia.Segundo os entendidos o bacalhau islandês é o melhor do Mundo (sendo também por isso cerca de 10% mais caro que o norueguês e o russo). É verdade, já não bastava terem saído rapidamente da crise, terem a Björk, os Sigur Rós e os Múm, como ainda têm o melhor bacalhau.

Páginas